Plano de saúde coletivo por adesão: Tudo o que um corretor precisa saber

O plano de saúde coletivo por adesão é uma das modalidades de contrato que existe e o corretor pode sentir dificuldade em aprender sobre ela na hora de fazer as vendas de planos de saúde. 

Por isso, neste artigo iremos te explicar tudo o que o corretor precisa saber para vender um plano coletivo por adesão!

Acompanhe!

 

Qual a diferença do plano coletivo por adesão para o corretor?

Para que você entenda esse tipo de contrato, é necessário entender que quando o corretor vende um plano de saúde individual, ele o protocola na operadora juntamente com o CPF, ou seja, um documento básico.

Já no plano de saúde coletivo por adesão, o corretor deve primeiramente classificar o cliente em alguma entidade, isto é, por meio da sua profissão ou formação acadêmica.

Depois disso, ele vai enquadrar o cliente na administradora. 

Então, por exemplo, médicos serão classificados enquadrados na entidade de médico, o engenheiro na entidade de engenheiro e, assim por diante.

Dessa forma, sempre quando ouvir falar de um contrato de plano coletivo por adesão, tem-se que o corretor deve enquadrar o cliente em alguma entidade, para que depois possa realizar a venda.

Outro fator importante que o corretor deve saber é que quando ocorre a venda de um plano coletivo por adesão surge um elemento novo que são as administradoras. 

A administradora faz a gestão desse tipo de contrato. Assim sendo, o corretor: 

  • protocola
  • entrega e 
  • recebe sua comissão

Por meio da administradora. Então veja!

No plano de saúde coletivo por adesão existe uma intermediadora que é a administradora. Desse modo, nesta modalidade de contrato, a administradora é a figura central, inclusive, é ela quem manda os boletos dos clientes e, não mais, a operadora. 

Outra responsabilidade da administradora é aplicar os reajustes 

 

Plano de saúde coletivo por adesão: principais características 

Abrangência nacional

Quando comparamos o plano de saúde coletivo por adesão com o plano de saúde individual, é importante compreender que no primeiro, existem operadoras que trabalham a nível nacional. 

Ou seja, elas vão dar atendimento aos clientes a nível nacional enquanto individuais são focados mais nos planos regionais.

 

Rede credenciada ou própria

Outra característica no plano coletivo por adesão é que como corretor você terá liberdade de oferecer para o seu cliente operadoras que trabalham tanto com rede própria quanto operadoras que trabalham com rede credenciada de hospitais privados.

 

Maiores reajustes

No reajuste do plano individual, o reajuste é alinhado às limitações da ANS. Já no plano de saúde coletivo por adesão, as administradoras aplicam reajustes para equilibrar a sinistralidade, ou seja, o resultado da sua carteira.

Sendo assim, existe uma liberdade para que a administradora atue em relação ao reajuste.

 

Aceitação e cancelamento

Quando o corretor for vender um contrato por meio de uma administradora, esse tipo de contrato não permite fidelidade. 

Dessa maneira, o cliente pode contratar o plano por três ou quatro meses e solicitar o cancelamento, caso deseje, sem precisar pagar multa.

Vale dizer também que, quando o corretor vende esse tipo de plano, ele vai precisar cobrar uma taxa de adesão do cliente. 

Essa taxa é como se fosse uma mensalidade extra que o corretor precisa cobrar na contratação do plano.

 

Documentação simplificada e vínculo de entidade

Quando falamos de documentação obrigatória para protocolar junto às administradoras, uma vez que essa é a figura central do plano coletivo por adesão, o corretor deve mandar a documentação básica. 

Geralmente manda-se o CPF e o comprovante de endereço. No entanto, você vai precisar mandar também o vínculo com a entidade. 

Nesse sentido, pode ser um diploma ou qualquer outro documento que a administradora irá solicitar que comprove e permita que aquele cliente possa entrar naquela determinada entidade de classe pela qual você está vendendo.

 

Como funciona a comissão do corretor nesse caso? 

Geralmente, o corretor vai receber uma grade de comissão menor do que nas vendas de planos de saúde individual. 

Contudo, as campanhas dos planos de saúde coletivos por adesão feitas pelas administradoras, as linhas de premiação costumam ser muito altas e isso acaba compensando e muito a venda desses produtos.

Conclusão

No artigo de hoje, você aprendeu tudo o que um corretor precisa saber sobre plano de saúde coletivo por adesão.

Planeje-se e comece logo a aplicar o que aprendeu e veja suas vendas aumentarem!

Qualquer dúvida conte conosco! Deixe sua pergunta nos comentários!

Endereço

Brasil - DF

Águas claras

Contato

cotador@montseguro.com.br

+55 61 98602-8734